Fusão empresarial: como identificar a viabilidade de um bom negócio?

A cooperação entre empresas pode ser uma boa forma de competir e de marcar presença no mercado dos negócios. Desse modo, é importante que você conheça o conceito de fusão empresarial e seus benefícios para sua corporação.

Para que a busca por informações seja facilitada, a IPDES, por Ingo Plöger desenvolveu esse artigo, que tem o objetivo de sanar suas dúvidas referentes à operação de negócios que envolve a cooperação e a contribuição entre duas empresas. Continue a ler o conteúdo e saiba como podemos te ajudar nessa tarefa.

O que é fusão empresarial?

Se você acredita que empresas concorrentes devem, obrigatoriamente, ser rivais no mercado em que atuam, está enganado. Isso porque, em determinado momento de suas histórias, podem decidir unir forças e formar uma espécie de parceria, que é conhecida como M&A e ou fusão empresarial.

Apesar de parecer simples, o conceito de fusão empresarial envolve uma transformação completa de todas as corporações envolvidas no processo. Isso porque as empresas que decidem se unir em uma parceria devem se juntar e formar uma única corporação.

Você já deve imaginar que o processo é bastante complexo e, por isso, pode estar se perguntando se os resultados são motivadores.

 

Quais são as principais vantagens da fusão empresarial?

A fusão de duas empresas traz muitas vantagens para todos envolvidos. Nessa tópico você irá conhecer os principais benefícios desse processo:

Diversificação de mercado

É comum que as empresas, para obter melhores resultados, estabeleçam um nicho específico de atuação. Isso auxilia na lucratividade, uma vez que a corporação pode direcionar seus esforços para um público-alvo específico, que possui necessidades definidas.

Desse modo, a empresa garante uma atuação assertiva, mas tem acesso a menos possibilidades e oportunidades, já que estabelece limites relacionados ao público e aos produtos e/ou serviços oferecidos. Nesse caso, a fusão pode trazer uma vantagem: a diversificação de mercado.

Ao aliar sua empresa com outra corporação, a nova marca pode expandir os horizontes para ambas as envolvidas, o que tende a trazer retornos financeiros melhores.

 

 

 

 

Fomento da importância da marca

Uma vez que duas empresas são unidas, é possível considerar que dois públicos-alvo também foram fundidos. Dessa forma, a nova empresa formada protagoniza um fomento da importância da marca, que se fortificada em duas frentes, no mínimo.

Esse ganho orgânico de alcance de público contribui para a diversificação dos negócios e para a abrangência de novos clientes, que podem ser conquistados pela primeira vez ou fidelizados.

 

Redução de custos

A principal razão que motiva a fusão de duas empresas é a busca pela concretização de objetivos comuns. Dessa forma, ao criar uma nova corporação, as envolvidas precisam reestruturar todos os processos, que tendem a ser totalmente reformulados.

Nessa reformulação, é importante que as empresas que irão se fundir identifiquem problemas e os resolvam. Assim, esse é um momento decisivo para a redução de custos, uma vez que a nova empresa será mais eficiente e mais benéfica para todos os envolvidos.

 

Como identificar a viabilidade de um bom negócio?

As vantagens são evidentes quando o assunto é fusão de empresas. Entretanto, isso não significa que unir sua corporação a uma outra seja uma boa ideia em todos os casos. Antes de tomar essa decisão, é necessário identificar a viabilidade de um bom negócio.

Foque no plano de execução

O primeiro passo para avaliar a viabilidade de um bom negócio é estudar cada tópico do plano de execução. Esse procedimento deve envolver todos os objetivos e todas as estratégias que ambas as envolvidas pretendem tomar quando estiverem unidas.

O planejamento estratégico de execução deve conter, além de metas e prazos previamente estabelecidos, os fatores fundamentais para a concretização do sucesso da fusão. Desse modo, é necessário que o documento aponte qual será o público-alvo, quais serão as ações, quais tecnologias serão necessárias, entre outros pontos.

 

Verifique o valor da empresa

Antes de optar por fundir sua empresa com outra, é necessário verificar o valor de mercado de cada uma das envolvidas no processo. Dessa forma, você precisa se dedicar ao procedimento conhecido como valuation, que avalia uma corporação de forma quantitativa.

Nessa etapa, é importante considerar fatores como a receita e o fluxo de caixa. No entanto, não se esqueça de considerar os riscos envolvidos.

A negociação precisa ser clara

Por fim, mas não menos importante, mantenha uma negociação clara e transparente com a empresa a qual pretende realizar o processo de fusão. Isso significa que os acionistas precisam estabelecer diálogos francos, que devem considerar os interesses de todos os envolvidos.

Nessa etapa, é importante tomar decisões conjuntas e, ao mesmo tempo, verificar a viabilidade do negócio. Esse é o momento de comunicar aos demais acionistas se você considera se o negócio será viável ou não e os motivos para ter chegado a tal conclusão.

 

A IP Desenvolvimento Empresarial e Institucional e seus parceiros, é definida como uma consultoria, um think tank de concepções com foco no desenvolvimento de negócios e de estratégias para empresas e para instituições do mais diversos setores. Os principais diferenciais da IPDES envolvem sua visão estratégica, sua concepção e, é claro, o foco na concretização de resultados.

Com foco em global advisory, a consultoria da IPDES acompanha a internacionalização de empresas, uma vez que volta sua atenção às relações com a União Europeia e com os Estados Unidos, principais polos de atração de marcas brasileiras e da América Latina. Assessoramos algumas empresas, como ENDRESS+HAUS, CONTINENTAL, AURUBIS, CELESIO, FRESENIUS e BALL para se estabelecer em países da America Latina e pudemos ajuda-los em seus novos desafios.

Reconhecidos por nossos clientes pela capacidade de traduzir e de transformar os cenários em ideias e em ações, a IPDES desenvolve e monitora projetos de parcerias, com foco na busca de oportunidades em novos mercados, em joint ventures e, também, em novos investimentos. Veja mais em nosso site.

sucessão empresarial, ipdes, inglo ploger

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique atento as nossas novidades!

© Todos os direitos reservados - IPDES | by Next4.