TX Nefario - шаблон joomla Форекс

Hamburg Süd: Brasil–Alemanha: uma história centenária contada pelo mar

Promovida pela Hamburg Süd no Prédio Histórico dos Correios em São Paulo, exposição conta a trajetória da armadora na navegação de longo curso entre Brasil e Europa.

São Paulo, novembro de 2013 - Para celebrar o Ano Brasil-Alemanha 2013-2014 e os 125 anos da autorização de Dom Pedro II para a Hamburg Süd atuar em águas brasileiras, a armadora alemã está promovendo uma exposição, de 9 de novembro a 06 de janeiro de 2014, no Centro Cultural Correios de São Paulo.

A mostra conta um pouco da participação da Hamburg Süd nas relações entre os dois países, uma vez que foi responsável, durante muito tempo, pelo correio marítimo – havia um posto dos Correios dentro dos navios - e pela vinda de milhares de imigrantes alemães para o Brasil, ao longo dos séculos XIX e XX.

A exposição reúne painéis sobre a história da armadora, vídeo histórico e outro especialmente desenvolvido para abordar a amizade entre os dois países, além de duas maquetes dos navios Cap Arcona e Cap San Agustin. O primeiro trouxe os imigrantes alemães para o Brasil. Já o Cap San Agustin é um moderno navio de contêineres. A mostra tem ainda posters históricos da empresa e um terminal para consulta ao acervo de listas de passageiros alemães que embarcaram no porto de Hamburgo.

A curadoria da exposição “Brasil-Alemanha: uma história centenária contada pelo mar” está sob a responsabilidade do museólogo Carsten Jordan.

A exposição se concretizou pela concepção e gestão da IP Desenvolvimento Empresarial e Institucional.

Sobre a Hamburg Süd

Fundada em 1871, a Hamburg Süd é um dos maiores grupos operando no transporte marítimo e está presente nas Américas, Europa, África, Ásia e Oceania, seja diretamente ou através de empresas coligadas. A Hamburg Süd, adquirida pelo Grupo Oetker no fim da década de 40, também é um dos maiores especialistas no transporte de cargas congeladas e refrigeradas.

Em 2012, a empresa movimentou 3,3 milhões de TEUs. O maior fluxo de mercadorias concentra-se nos trechos Brasil e Argentina para a Europa. Nesta rota, os produtos mais transportados são café, tabaco, autopeças, carne, frango e frutas. Na rota inversa aparecem os produtos químicos e autopeças.